Notícias

Você cuida dos dentes do seu cavalo corretamente?


Por Equipe AllNova em 21/03/2018

Pela boca de um cavalo pode-se compreender e avaliar dados importantes sobre o animal. Podemos identificar dados como a idade aproximada, o bem-estar e saúde. A dentição de um cavalo é uma características importantes que devemos conhecer. Os dentes são primordiais no processo de digestão fazendo parte do primeiro seguimento do trato digestório.

Uma dentição bem cuidada e bem formada é igualmente importante para evitar futuros problemas. Veja agora as principais medidas que precisam ser tomadas no cuidado com os dentes do seu animal e saiba se você cuida deles corretamente.

Modo de alimentação do equino:

O balanceamento ideal da dieta com uma relação volumoso: concentrado pode promover melhora na saúde bucal. Em função de sua evolução, o cavalo possui o habito alimentar próximo ao solo, se alimentando sempre com a cabeça baixa. Essa posição proporciona o desgaste igual em todos os dentes.

Redução do açúcar:

Evite petiscos com açúcar. O uso desse carboidrato pode ter como consequência o aparecimento de tártaro e caries nos dentes. Procure recompensar o animal por petiscos sem açúcar. Uma alternativa bem saborosa para os equinos é a cenoura.

Cuidado com o freio:

Durante os treinamentos tente não bater o freio nos dentes dos cavalos. Os dentes do animal podem rachar e até quebrar, então tenha cuidado.

Acompanhamento odontológico:

Sim, cavalo também vai ao dentista, um especialista em dentição equina. E essa é uma regra: todos os cavalos, independentemente da idade, devem fazer um exame odontológico completo.

Do nascimento aos 18 meses de vida, os dentes devem ser examinados pelo menos uma vez ao ano. Dos 18 aos 52 meses, a exigência sobe para dois exames a cada ano. Chamar o especialista sempre que observar algo anormal na boca ou no comportamento do animal.


Benefícios do acompanhamento odontológico:

Cavalos que têm acompanhamento odontológico periódico possuem melhor mastigação e uma maior qualidade de digestão, apresentando uma melhora considerável no aproveitamento dos alimentos e diminuindo os riscos de cólicas.

Percebe-se também maior conforto nas rédeas e regularidade de andamento e manobras. A odontologia equina favorece melhoras notáveis nos animais, tanto nos aspectos nutricionais quanto comportamentais, promovendo uma boa saúde e melhor desempenho nas atividades equestres. Isso, sem contar o aumento da longevidade e vida útil do cavalo.

Como saber se há algum problema nos dentes do equino:

Há alguns sinais que podem indicar problemas dentários, como queda de peso, relutância em comer feno, mastigação mais lenta que o normal, sangramentos na boca, halitose, movimento irregular da mandíbula inferior e solavancos ou aumento na mandíbula do rosto.

Outros sinais que podemos citar também são: o movimento anormal da língua, pontos afiados na frente dos primeiros molares inferiores ou superiores, afrouxamento e perda de dentes, excesso de salivação, deslocamento dentário e a demonstração de desconforto durante a mastigação (se o cavalo estiver mexendo muito a cabeça, pode ser um sinal de que está sentindo dor).

Se o seu animal apresentar quaisquer desses sintomas, talvez seja a hora de um exame dentário.

Relacionadas

AllNova lança produtos com nitrogênio protegido para suplementação de bovinos em sistema de criação a pasto

AllNova apresenta vídeo institucional que destaca excelência na fabricação dos produtos

Allnova apresenta linha AllEquus durante o 11º Festival Nacional do Cavalo BH