News

Vacinas importantes para bovinocultura de corte


Por Equipe AllNova em 21/09/2018

As vacinas têm um papel fundamental na vida dos seres humanos e dos animais. Elas têm a função de proteger contra doenças infecciosas que são causadas por bactérias e vírus.

Para os produtores de gado, proteger esses animais de possíveis doenças é extremamente importante, pois a qualidade de vida e saúde deles depende disso. Dependendo da doença pode afetar consumo de alimento e até mesmo a saúde do consumidor final.

No Brasil existem três tipos de vacinas que são obrigatórias para bovinos de corte. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) os produtores devem vacinar o gado contra as doenças da febre aftosa, raiva e brucelose.

 

Vacinas obrigatórias

 

Febre aftosa: a vacina contra a febre aftosa tem como finalidade proteger o gado da infecção causada pelo vírus da febre aftosa que afeta animais de cascos bipartidos, como por exemplo bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos e suínos. Os sintomas apresentados por esses animais são a febre alta, falta de apetite, aftas na região bucal e feridas nos cascos.

 

Brucelose: a vacina contra a brucelose tem o objetivo de combater as bactérias brucellas. Os animais precisam ser vacinados entre três e oito meses de vida. A doença pode causar aborto em vacas e o boi pode ficar estéril, pois a bactéria causa inflamação nos testículos.

 

Raiva: a vacinação contra a raiva no gado de corte é o principal meio de combater o vírus Rabdovírus, que afeta o sistema-nervoso dos animais. A vacinação é anual e todo o rebanho deve tomar, independentemente da idade, pois é uma doença infecciosa, transmitida pela mordida de um animal infectado. Os principais sintomas são isolamento, apatia, corrimento nasal, dificuldade respiratória e perda da coordenação motora.

 

Outras vacinas que contribuem com a saúde de bovinos de corte

 

Além das vacinas obrigatórias recomendadas pelo Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento, os produtores bovinos de corte podem proteger ainda mais os rebanhos.

Vacinas como o carbúnculo, a clostridioses, o botulismo, a leptospirose, o IBR, BVD entre outras, estão previstas no calendário nacional de vacinação desenvolvido pela Embrapa Gado de Corte:

https://cloud.cnpgc.embrapa.br/cmrsz2017/files/2018/02/Calendario-CMRSZ-Versao-2018-final.pdf

 

Vacinar os animais não é só uma questão de boas práticas de produção, é uma questão de bem-estar, de dar qualidade de vida e assim, proporcionar uma produção mais eficiente e saudável. 

As vacinas são grandes aliados no controle de bactérias e vírus no rebanho, contribuindo assim com uma produção mais efetiva, sem prejuízos para o produtor e para o consumidor.

Relacionadas

Novo site da Allnova traz cotações diárias e atualizadas do boi, bezerro e grãos

A mulher no mercado agro

Biotina: Como esta vitamina pode ser valiosa para o seu animal?