Notícias

Período de chuvas: e agora?


Por Equipe AllNova em 28/11/2018

O período de chuvas já chegou e deve durar até março do ano que vem.

Você, que é produtor rural, já deve estar pensando nos cuidados com o cocho, que agora precisam ser redobrados. Não adianta nada você adquirir o melhor sal mineral, a ração de melhor qualidade, se o seu cocho não é adequado e se você não toma as medidas certas para preservar esse alimento nessa época complicada. 

A chuva pode causar a perda da ração e do sal mineral e os animais podem ter o acesso dificultado pela lama que se acumula em volta do local. Podemos estimar que o cocho inadequado pode fazer cair o consumo do sal pelo gado até 15%. Então, o que fazer?

Continue a leitura e confira algumas orientações a respeito que preparamos para você!

 

Cobertura para o Cocho


Uma solução para a proteção contra a chuva é bem simples: construir uma cobertura.

Essa cobertura pode ser feita com diversos tipos de materiais. A escolha de qual será usado vai depender do próprio criador, do gosto, da verba e dos materiais disponíveis no local da criação. Mas há dois tipos de cobertura mais comuns no país. A cobertura com telha de barro ou cerâmica e a com a telha de fibrocimento. 

A cobertura de barro ou cerâmica costuma ser uma opção um pouco mais cara, pois sua estrutura precisa de mais madeira em sua construção para sustentar as telhas que são mais pesadas e menores. Para uma cobertura que serve 150 animais, no consumo de sal, e 10 no consumo de ração, o valor costuma ser de R$1.300,00. Já a cobertura de telha de fibrocimento tem um custo menor, de R$900,00, para atender o mesmo número de animais. Ela é uma opção mais barata pois é mais leve, necessitando de menos madeira.


Mesmo com a cobertura, o cocho não fica totalmente protegido, pois permanece aberto. Elas são efetivas em cerca de 80% contra a chuva e 50% contra o vento. Uma alternativa para os produtores é tampar as laterais do cocho.

 

Cocho Automático


Além da cobertura, os criadores podem optar pelo Cocho Automático, que foi desenvolvido pela Embrapa. 


Este é um modelo completamente fechado, que protege a ração e o sal mineral do ambiente externo. É muito prática: a sua porta se abre quando o animal pressiona a cabeça contra ela. Esse cocho fornece tanto o sal mineral quanto a ração, que estarão completamente protegidos contra a chuva e o vento.

O choco automático possui duas portas, servindo 30 animais para o sal mineral, e 2 para a ração. Isso porque o consumo do sal é feito ao longo do dia, não tendo competição para ter acesso ao sal no momento em que ele é colocado. Você pode se informar sobre a construção desse modelo na página da Embrapa, e seu custo é em torno de R$400,00.

 

Algumas dicas finais

 

Algumas outras ações também podem te ajudar nesse período de chuvas.


Você pode fazer furos no fundo do cocho, e colocar ali uma tela fina, para que a água não se acumule e escoe. Assim, a passagem da água será permitida e a ração e o sal podem secar naturalmente, sem perder seus componentes.

Outra atitude que pode ser útil é posicionar fios de arames por cima do cocho para evitar que o animal o ultrapasse, urinando ou defecando na alimentação. 

Esperamos que essas informações tenham sido úteis para você. Não deixe de aplicar essas dicas para um maior desempenho!

Relacionadas

Vacinas importantes para bovinocultura de corte

A mulher no mercado agro

Confinamentos: o que é importante levar em conta?